Após descobrir autor de vazamento das fotos de Paolla Oliveira, Globo toma atitude rigorosa


Última atualização em 05/03/2018 às 08h29, por Trajano Neto

A Globo já descobriu quem foi o responsável por vazar fotos íntimas de Paolla Oliveira durante a gravação da série Assédio, que deverá estrear em breve em um novo serviço de streming da emissora carioca.

De acordo com informações do jornal Agora SP, o canal decidiu tomar uma atitude extrema com o culpado: baniu o operador de câmera free-lancer de todo e qualquer trabalho dentro da empresa. A ideia é que ele não participe de nenhuma produção do canal.

Além disso, para punir o rapaz, criou-se um movimento entre cineastas, produtoras e roteiristas para que ele fosse afastado de seus trabalhos.

Em sua conta no Instagram, a loira – bastante chateada com a situação -, decidiu fazer um longo desabafo.

“Até quando a invasão da privacidade de um ser humano, o desrespeito a um ambiente de trabalho e a atitude desonesta de trair a confiança de colegas de trabalho serão tratados como um ato de esperteza em nossa sociedade? Esta é a pergunta que me faço e gostaria de compartilhar com todos. Sou atriz e estou trabalhando em uma série que se chama Assédio, uma produção da Globo com a O2 Filmes. Em um ambiente controlado, fechado e profissional, um criminoso (não há outra palavra que o defina – pois o que foi feito é crime) resolveu fazer fotos clandestinas de um momento mais sensual da série e divulgar em redes sociais. O que para mim é trabalho se transformou em oportunidade para alguém tentar tirar vantagens. O que esta pessoa ganhou com isso? Dinheiro, fama, cliques, likes, popularidade? Pouco importa. Pois o que ele (ou ela) fez para obter isso é crime previsto na lei. Em um momento em que todos estamos buscando uma sociedade mais correta, não há mais espaço para considerarmos esperteza o que é um desrespeito. As autoridades já foram acionadas para que esta atitude seja punida exemplarmente, e qualquer pessoa possa trabalhar dignamente, sem correr o risco de ter a sua intimidade exposta, explorada, desrespeitada por invasores, covardes e criminosos”.

Fonte: TV Foco