'É um reality, não podem falar o que vou fazer', diz Sula Miranda sobre 'Os Gretchens


Última atualização em 24/04/2018 às 08h21, por Alberto

Com toda a exposição que Gretchen recebe na mídia ultimamente, é difícil pensar que ainda haja alguma parte de sua vida que não tenha sido exposta. No entanto, ela mostra as suas relações familiares para as câmeras no novo reality Os Gretchens.
Falando da vida de casada com o empresário português Carlos Marques, do relacionamento do filho Tammy com Andressa Ferreira e do apoio mútuo com as irmãs, filhos e sobrinhos, Gretchen promete que haverá momentos de resgate de memórias e até informações que ainda não foram reveladas ao público como, por exemplo, a adoção de sua irmã Deusilene.
Como toda família, nem todos os momentos são de alegria. E, com uma família de “personalidade forte”, como definiu a própria cantora, o reality promete ter muitas cenas de brigas acaloradas.
“Aqui todo mundo tem personalidade forte, então ninguém convenceu ninguém a fazer nada. Eu falei para a Andressa para ser mais calma e ela disse: ‘Se eu não aparecer, não adianta’”, contou durante entrevista coletiva a jornalistas em São Paulo.
Um momento da atração que deve repercutir muito é justamente uma briga entre Thammy Miranda e a companheira Andressa Ferreira. “O barraco entre o Thammy e a Andressa foi completamente inesperado”, contou Gretchen, ao que o filho respondeu: “Essa é uma cena que eu pediria para tirar do programa. Mas aí não seria reality, seria uma série normal, então não pedi para tirar”.
Apesar de Thammy e Gretchen estarem muito acostumados à exposição midiática, outros membros da família sempre escolheram não expôr sua vida pessoal. Maria José, sua mãe, por exemplo, ou então sua irmã Deusilene.
Mas, também, a cantora Sula Miranda. Ela contou que não chegou a receber um convite oficial da produtora para participar da produção e que tudo foi feito por intermédio da irmã, Gretchen. Na verdade, segundo Sula, o que aconteceu foi que Gretchen reuniu a família toda para celebrar as festas de fim de ano e, nessa ocasião, teria sugerido a proposta do programa.
“A produtora não me convidou, foi um convite da minha irmã. Só depois que eu tomei ciência do que era. Sentei com o pessoal da produção e aí me mostraram como seria. Eu já peguei o bonde andando, não foi uma coisa programada, foi no susto, por isso eu fiquei desconfortável”, disse ao E+.
Seu filho, incomodado com a exposição que teria, optou por sair da atração após três dias de gravação, o que também a deixou inclinada a abandonar o projeto. Aliado a isso, Sula falou que a produção teria lhe apresentado um roteiro, no qual ela viu que havia situações de conflito programadas para ela e que isso poderia alterar a imagem que possui com os fãs.
“No primeiro momento, eles mandaram um roteiro pra mim. Eu, de uma família muito geniosa, li e falei: ‘Não vou fazer isso’. Isso é um reality, não podem falar o que eu vou fazer”, disse. E continuou: “Eu também sou uma artista, tenho mais de 30 anos de carreira, tenho meu público que eu tenho que respeitar. Então, eu tinha muitas questões profissionais que eu tinha que considerar”.
Sula fez todas essas ponderações com a equipe de produção e, por fim, conseguiram chegar a um acordo que fez com que ela permanecesse no reality. “Acabou sendo uma super experiência e um aprendizado único porque eu tive que realmente me moldar, aprender a lidar com o dia a dia das pessoas. A gente está encarando tudo de uma maneira divertida porque família é isso, mesmo que você não goste de determinadas situações, você contorna e tira de letra”.
Essa é a mensagem que Gretchen espera passar para os espectadores: “Mostramos que existe problema, como toda família, mas existe solução. Existem coisas que ninguém concorda, mas que todos chegam a uma conclusão”.
Apesar das brigas, a atração promete dar espaço especial a Maria José, matriarca da família. Entre todas as filhas e netos, parece haver consenso que ela é o alicerce que une a todos.
“Um momento muito especial que me faz lembrar da minha mãe foi quando meu filho recém-nascido morreu. Eu não podia sair da maternidade porque estava dopada e quem fez o procedimento fúnebre de batizar e enterrar o menino foram a Sula e minha mãe”, relembrou Gretchen a perda de um de seus filhos recém-nascido, em 1998.
Outro que fez questão de prestar homenagem a Maria José foi o neto mais velho, Thammy: “Quando eu troquei o sexo registrado em meus documentos e lhe contei, ela me deu o maior apoio, até disse que os documentos não deveriam dizer o sexo, que deveríamos ser livres para viver o que somos”.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: msn.com