Em turnê pela Europa, Anitta dispara: “Só no Brasil existe preconceito contra funk”


Última atualização em 27/06/2018 às 08h16, por Trajano Neto

Anitta está mesmo com tudo! Após abrir sua primeira turnê pela Europa com um show no Rock in Rio Lisboa, a artista fez um show em Paris nesta terça-feira, 26 de junho, antes de seguir para Londres.

Comparada com Beyoncé pela mídia estrangeira, Anitta comemorou: “Se alguém pode me considerar 10% da Beyoncé, eu já me sinto muito especial”, disse ela. “Ela é um ícone para mim, uma referência”, completou.

“Eu acho que às vezes o brasileiro não se dá conta do próprio poder. Nós somos do tamanho de um continente e muitas vezes o próprio brasileiro não valoriza o que é seu”, falou.

“Temos que entender que essas pessoas fora do Brasil são incríveis, mas nós também podemos ser vistos por outras pessoas como incríveis. A gente precisa ter um pouco mais de patriotismo”, disse.

Anitta falou ainda sobre como o funk é aceito fora do país. Questionada sobre algum tipo de preconceito que o ritmo poderia sofrer, ela retrucou: “Só se for no Brasil, porque fora do Brasil todo mundo vê o funk como um ritmo extraordinário. Realmente, só no Brasil que existe esse preconceito com uma coisa que é nossa. Fora, muito pelo contrário. O funk só é motivo para as pessoas admirarem mais ainda”, finalizou.

Fonte: TV Foco