Simone se afasta dos palcos e toma decisão na carreira


Última atualização em 02/07/2018 às 08h28, por Trajano Neto

A cantora Simone, irmã de Simaria, aproveitou uns dias de folga e foi para um retiro espiritual, em Minas Gerais, se afastando assim dos palcos. Por intermédio de sua conta no Instagram, nesta última quinta-feira, 28 de junho, a sertaneja falou sobre o assunto.

“Eu estou ótima, leve, muito feliz que eu vim a um retiro maravilhoso, que tem feito grandes coisas na minha vida. Fez eu entender coisas que eu não entendia. Tem curado minha alma, o meu ser. Aqui você vai curar a alma e o espírito e o corpo. Todo mundo precisa viver essa experiência”, revelou a cantora.

Simone, que é evangélica, diz ter ido ao local com um objetivo concreto: curar a alma. Ela se matriculou em um curso de dois dias e meio chamado Morear depois de conseguir conciliar a agenda atribulada de shows. “Coincidiu de eu fazer um show que dava 50 minutos de voo. Eu ia fazer um show na sexta, e dava certinho a data, pois eu saíria de lá às 14h. O show era meia-noite. Dava tempo. Deixei meu filho em casa, pois a gente precisa de cura da alma também. E fui.”

No retiro, a cantora disse ter encontrado gente de todas as classes sociais. Ela conta que – inclusive – não foi reconhecida pela pastora que comanda o local, mas chamou a atenção dela depois de subir no palco para cantar um louvou aos presentes.

Simone, da dupla com Simaria (Foto: Manuela Scarpa/Brazil News)

“Eu preciso ser luz onde vou e subi e cantei. E a Zanete assiste de casa tudo o que acontece no Morear. E ela me viu no palco, e não sabia quem eu era. Pois ela não assiste TV. E ela mandou me chamar na sala dela, ela disse que era uma glória. Que Deus mandou ela me gerar no ventre dela. E foi sobrenatural”, disse a sertaneja em conversa com o portal Uol.

“É sobrenatural. As estrelas do céu cheguei a ver douradas. Cor de ouro. Você vê Deus. Não dá pra explicar. Tem que ir pra ver. Se eu pudesse colocava o mundo dentro daquele lugar. Ia sarar tantas feridas na alma.”

Ela ainda pode refletir sobre a agenda atribulada. Com a doença da irmã, elas decidiram que agora só vão se apresentar três vezes por semana: às sextas, sábados e domingos.

“Artista trabalha muito, e lá falaram sobre a falta de tempo para os filhos. Eu entendi que meu trabalho fazia isso comigo. Eu tirava alguns momentos com o meu filho pra brincar. Mas às vezes as noites são tão duras que eu não tinha forças pra fazer isso. Mas eu entendi que mesmo com toda dureza você precisa se dedicar a isso porque lá na frente vai ser cobrado. E eu pude enxergar isso agora, que meu filho está com 3 anos. E eu vou poder cuidar disso agora. Isso é uma das pequenas coisas. Mas foram tantas coisas vi naquele lugar”, resume.

Fonte: TV Foco