Com relação estremecida, Galvão Bueno terá de fazer as pazes com Neymar


Última atualização em 20/11/2017 às 08h07, por Trajano Neto

A Globo tem um climão para resolver antes da Copa do Mundo de 2018. Trata-se de seu principal narrador, Galvão Bueno e o craque da Seleção Brasileira, Neymar, que estão com a relação estremecida.

Desde 2016, Neymar e Galvão não se falam como antes. O jogador tem evitado ao máximo encontros e conversas com Galvão e deixa claro nos bastidores que não pretende conceder entrevistas à estrela da Globo tão cedo.

Ele inclusive conversa com Tino Marcos, com Mauro Naves, menos Galvão. No entanto, a Platinada e seus patrocinadores pretendem reverter essa situação e selar as pazes entre os dois, como informa a jornalista Keila Jimenez. Isso envolverá um esforço ainda mais da parte do Galvão.

Em 2016, o narrador deu uma bronca pública no menino Neymar e na Seleção durante a disputa pela medalha olímpica. Ao conquistar o ouro, Neymar fez questão de mandar um recado para o contratado da Platinada.

“A gente foi muito criticado, mas vão ter que me aturar. Eu respondi todas as críticas com o futebol, vocês vão ter que me engolir”, disse o jogador em entrevista para a Globo após a conquista. Na época, Galvão detonou a seleção, em especial Neymar, por se negar a dar entrevista após um empate com o Iraque.

Meses depois, o apresentador explicou sua postura no ar, mas ainda não teve o perdão do atleta, que nunca mais foi o mesmo com ele. Nos bastidores comenta-se que Galvão quando gosta, gosta mesmo, mas quando ele cisma é difícil mudar de opinião. Outro dia mesmo, ele voltou a criticar o rapaz pelo seu jogo “mais individualista”, ou seja, não demonstra nenhuma intenção de fazer as pazes. A tarefa da emissora não será fácil.

Fonte: TV Foco