Agora Na Rádio
Bom Dia Irmãos

Bebê de 3 meses morre após suposto erro médico e falta de ambulância avançada em Taperoá


Última atualização em 28/05/2019 09:49, por Rebeca Andrade

EXCLUSIVO: Uma triste notícia abalou a cidade de Taperoá, localizada no Cariri da Paraíba. Um bebê de 3 meses de nome Josias, filho do secretário de infra-estrutura Marcelino, veio a óbito por causa da demora de uma ambulância avançada do Samu para socorrê-lo. Um suposto erro médico também tem sido apontado como causa decisiva para essa morte.

Segundo relato de Marcelino a reportagem da Serra Branca FM, o pequeno Josias apresentou um quadro de anormalidade e dores na segunda-feira, 20 de maio. A família levou o bebê para o hospital de Taperoá e lá chegando o médico de plantão disse que se tratava de um problema nos dentes, que estariam nascendo na criança e indicou a volta dele para casa.

Os incômodos não cessaram e na quarta-feira, dia 22 de maio, os pais retornaram a casa de saúde com o menino. O mesmo médico estava de plantão pela manhã e sem realizar qualquer exame insistiu que o problema do bebê era os dentes nascendo, passou uma pomada e mandou-o de volta para casa. A noite, ele retornou ao hospital com mais dores e atendido pelo médico Dr. Bem Sirak foi diagnosticado com suspeita de pneumonia, sendo necessária sua transferência imediata para Campina Grande.

Taperoá, mesmo muito distante de Monteiro, é regulada pelo Samu Regional do Cariri e passaram-se 5 horas e a ambulância avançada não chegou para socorrê-lo. Os pais e o hospital resolveram encaminhar o menino em uma unidade básica do Samu, mas lá chegando a equipe médica pouco pôde fazer, pois a criança já estava morrendo.

O óbito foi confirmado e o pai em depoimento nas redes sociais pediu que as autoridades de Taperoá e o Governo do Estado modifique a referência de Taperoá para o Samu de Soledade, que é mais próximo e pode assistir com mais eficiência os casos ocorridos na região. Recentemente, outra criança de Assunção também veio a óbito pela demora da ambulância avançada (USA) vir de Monteiro.