Agora Na Rádio
Bom Dia Serra Branca

Intubada há 20 dias, jovem acorda um dia antes do aniversário e recebe parabéns com música na Frei Damião


Última atualização em 19/06/2021 11:56, por Yan César

Intubada há 20 dias por causa da Covid-19, na maternidade Frei Damião, em João Pessoa, a jovem Lorhana Lisboa Ribeiro acordou na noite dessa quinta-feira (17) e nesta sexta-feira (18), quando está completando 26 anos, foi recebida com música. A jovem é natural da cidade de Triunfo, na Paraíba, e deu entrada na Frei Damião no dia 25 de maio, procedente do Hospital Regional de Cajazeiras, onde recebeu os primeiros atendimentos.

 

A homenagem foi organizada pela diretora técnica da maternidade, Andréa Correia. Depois de cantar os parabéns, ao som violão tocado pela obstetra Ceres Bandeira, a jovem também ouviu uma das músicas que ela cantou numa live antes de adoecer: Tá chorando por quê?,  –  banda Preto No Branco – , emocionando a todos que estavam na UTI, inclusive a própria Lorhana, que não conseguiu conter as lágrimas e por várias vezes tentou cantar.

 

“Para aqueles que têm fé, isso aqui representa um presente de Deus em nossas vidas. Ele levantou a minha filha e lhe deu mais uma chance de vida. E só tenho que dizer: obrigada meu Deus por mais essa benção em nossas vidas”, disse a gerente de Recursos Humanos Lia Lisboa Leal, mãe de Lorhana e que não conseguiu controlar a emoção e a todo tempo ficou segurada na mão da filha, enquanto as músicas eram tocadas e cantadas.

 

A diretora geral da maternidade Frei Damião, Selda Gomes, afirmou que uma cena como essa representa a vitória da vida “e nos mostrar que não podemos, jamais, perder as esperanças de que tudo isso vai passar e nós poderemos ter uma vida normal”, completou.

 

“Para nós que fazemos saúde pública e cremos na existência de um ser supremo que nos governa e tudo pode, isso que estamos presenciando aqui é a força e o poder de Deus em nossas vidas e para aqueles que creem isso é benção, é graça, é vitória. Então o momento é de alegria, mas também de agradecimento “, disse Andrea Correia.

 

A obstetra Ceres Bandeira, que sempre está prestigiando com seu talento ao violão, enfatizou que poder vivenciar momentos como esse enche os corações de alegria e dá fôlego para seguir adiante na luta em prol da vida e tendo a oportunidade de vivenciar o retorno dessas mães ao aconchego dos seus lares.

Click PB