Agora Na Rádio
Jornal Integração

Brasil estabelece recorde de 20 medalhas em uma edição olímpica, superando a Rio 2016


Última atualização em 06/08/2021 11:23, por Yan César

Após a medalha de prata conquistada por Pedro Barros no skate park igualar o recorde de 2016 de 19 medalhas para o Brasil em uma única edição olímpica, em Tóquio 2020, a seleção feminina de vôlei venceu a Coreia do Sul na semifinal e se classificou para a disputa do ouro olímpico, garantindo a vigésima medalha do país no Japão e estabelecendo novo recorde. Afinal, as meninas do vôlei saíram dos Jogos com, no mínimo, a prata. No quadro de medalhas, o país soma 16 pódios já confirmados, mas já conta com quatro medalhas garantidas, faltando apenas definir a cor. Além do vôlei, disputam o ouro Bia Ferreira e Hebert Conceição, no boxe, e o futebol masculino.
Nas Olimpíadas do Rio, o país conquistou sete ouros, seis pratas e seis bronzes, totalizando 19 pódios, melhor campanha da história. Em Tóquio, no momento são quatro ouros, quatro pratas e oito bronzes, além das quatro medalhas já garantidas. E ainda há possibilidade de ir mais longe. Afinal, o vôlei masculino está na briga pelo bronze e Isaquias Queiroz é um dos favoritos ao pódio no C1 1000, da canoagem de velocidade.
AS MEDALHAS DO BRASIL ATÉ O MOMENTO
Ouro
Ítalo Ferreira (surfe)
Rebeca Andrade (salto sobre a mesa)
Martine Grael/Kahena Kunze (vela classe 49er FX)
Ana Marcela Cunha (maratona aquática)
Prata
Kelvin Hoefler (skate street)
Rebeca Andrade (ginástica individual geral)
Rayssa Leal (skate street)
Pedro Barros (skate park)

Bronze
Alison dos Santos (400m com barreiras)
Thiago Braz (salto com vara)
Abner Teixeira (boxe até 91kg)
Mayra Aguiar (judô)
Daniel Cargnin (judô)
Bruno Fratus (natação 50m livre)
Fernando Scheffer (natação 200m livre)
Luisa Stefani e Laura Pigossi (tênis)

Ainda a definir
Vôlei feminino (ouro ou prata)
Futebol masculino (ouro ou prata)
Beatriz Ferreira, do boxe (ouro ou prata)
Hebert Conceição, do boxe (ouro ou prata)

Medalhas ainda possíveis, além das 20 garantidas:
Vôlei masculino (vai disputar o bronze)
Isaquias Queiroz, da canoagem de velocidade C1 1000 (um dos favoritos ao pódio)