A PHP Error was encountered

Severity: Warning

Message: Invalid argument supplied for foreach()

Filename: includes/header.php

Line Number: 44

Backtrace:

File: /home/serrabra/public_html/novo/application/views/includes/header.php
Line: 44
Function: _error_handler

File: /home/serrabra/public_html/novo/application/views/detalhes_noticia_view.php
Line: 1
Function: include_once

File: /home/serrabra/public_html/novo/application/controllers/Index_controller.php
Line: 117
Function: view

File: /home/serrabra/public_html/novo/index.php
Line: 315
Function: require_once

Morre Duda Mendonça, marqueteiro de Lula nas eleições de 2002


Última atualização em 16/08/2021 11:29, por Yan César

Aos 77 anos, completados na semana passada, Duda Mendonça acaba de falecer, vítima de um câncer no cérebro. Estava internado no hospital Sírio-Libanês, em São Paulo há dois meses.

Foi o mais célebre marqueteiro político brasileiro. Fez a campanha vitoriosa de Lula em 2002, criando na ocasião o slogan que o petista usa até hoje quando quer piscar para o centro — "Lulinha, Paz e Amor".

Publicitário de origem (abriu a agência DM9 em 1975, ainda em Salvador, que pouco anos depois teria Nizan Guanaes, seu ex-estagiário, como sócio), Duda estreou no marketing político que lhe daria fama de mago em 1985, quando trabalhou na campanha que elegeu Mário Kertez prefeito de Salvador.

Sete anos depois, foi o marqueteiro de Paulo Maluf, que pela primeira vez se elegeria prefeito de São Paulo por via direta. 

Duda também foi personagem fundamental da CPI dos Correios, a do mensalão. Em, agosto de 2005, deu um depoimento explosivo aos senadores, admitindo que recebera pagamentos do PT numa conta no exterior, via caixa 2. A partir dali, terminaria sua relação com o PT. Já internado, Duda recebeu uma visita de Lula, que estava no Sírio para um check up. Foi a primeira vez que se viram em mais de uma década sem se falar. 

O Globo