Agora Na Rádio
Jornal da Tarde

Vaza delação de Livânia: Efraim e mais seis deputados estaduais são citados em repasses de dinheiro; confira a lista


Última atualização em 06/01/2020 09:27, por Rebeca Andrade

 ex-secretária de Administração da Paraíba, Livânia Farias, denunciou repasses de dinheiro a Efraim Filho e mais seis deputados estaduais, em delação no âmbito da Operação Calvário ao Ministério Público da Paraíba.

Em seu depoimento, a ex-secretária de Administração da Paraíba disse que, em 2014, soube através de Ivan Burity que houve um acordo para que Efraim Filho ficasse com apoio da chapa seria pago um valor de R$ 2 milhões. Ela relatou que Ivan Burity fez um repasse de R$ 1 milhão a Efraim Filho no dia do acordo, e mais R$ 250 mil entregues posteriormente.

Em delação, Livânia Farias citou repasses de mais de R$ 12 milhões do empresário Marcos Nunes para parlamentares, sendo R$ 4 milhões para Arthur Cunha Lima, 1,6 milhão para Edmilson Soares para dividir esse valor com Lindolfo Pires, Tião Gomes, Genival e Branco Mendes.

Confira a denúncia abaixo:

Operação Calvário

O Gaeco do Ministério Público da Paraíba, Polícia Federal e Controladoria Geral da União deflagraram a sétima fase da operação em dezembro de 2019, e prenderam o ex-governador Ricardo Coutinho, na sexta-feira (20). Diversos auxiliares da gestão de RC, como a então secretária e agora prefeita de Conde, Márcia Lucena, também foram presos.

Além de ter ocupado o cargo de secretária de Administração, Livânia também comandou a Procuradoria do Estado da Paraíba entre 1º de janeiro de 2011 e 29 de junho de 2011. Até 2018, último ano do segundo mandato de Coutinho, ela afirma ter feito a entrega de R$ 4 milhões.

Click PB