Agora Na Rádio
Bom descanso - Até Amanhã...

22 prefeitos anunciam desfiliação coletiva do PSB e reafirmam apoio a João Azevêdo; dois deles são do Cariri


Última atualização em 31/01/2020 13:28, por Rebeca Andrade

22 prefeitos paraibanos se reuniram na manhã desta sexta-feira (31), em João Pessoa, para anunciar a desfiliação do Partido Socialista Brasileiro (PSB). Além da desfiliação, os prefeitos reafirmaram ainda apoio ao governador João Azevêdo.

A decisão aconteceu de forma coletiva depois que os gestores analisaram os últimos acontecimentos envolvendo a legenda, principalmente a falta de diálogo e o processo antidemocrático adotado para mudança da direção estadual. Durante o encontro, os prefeitos destacaram que se filiaram a sigla por acreditar em um projeto político que tinha a missão de promover mudanças estruturais na Paraíba, levando desenvolvimento e melhorando a qualidade de vida da população.

Conforme os prefeitos, por meio de uma carta divulgada, todas as decisões foram tomadas sem diálogo, sem ouvir aqueles que estavam na ponta, dentro dos municípios. “Sem um processo democrático, onde todos têm voz e vez, não há construção partidária e não entramos no PSB para não sermos ouvidos”, destacaram.

Os prefeitos reafirmaram ainda apoio ao governador João Azevêdo, garantindo que aguardam a decisão de filiação partidária para acompanhar o Chefe do Executivo estadual. “Seguimos com o projeto político que ajudamos a construir, que é encabeçado por um governador que teve 58,18% dos votos dos paraibanos, eleito já em primeiro turno”, afirmaram.

Além disso, os gestores lembraram que este é um ano eleitoral e que não podiam defender um partido que não faz parte do projeto que eles acreditam, destacando que uma agremiação partidária é composta de várias pessoas e construída por muitas mãos.

O prefeito de São José de Piranhas, Chico Mendes, destacou a união dos gestores que aguardam, agora, uma definição do governador João Azevêdo para definir a nova legenda. “Não existe espaço vazio e nem mandatário em cima do muro. Por isso, decidimos por deixar o PSB”, destacou.

Para Fernando Naia, prefeito de Rio Tinto, não havia mais condições de permanecer no PSB depois da falta de diálogo e decisões antidemocráticas adotadas. “Estamos deixando o partido por não concordar com diversas práticas estabelecidas pela direção da legenda. Por isso seguimos os outros companheiros nessa desfiliação “, disse.

Já o prefeito de Juripiranga, Paulo Dália, disse que a decisão coletiva se dá por acreditar que o governador João Azevêdo vai colocar em prática um projeto de construção da Paraíba. “Vamos seguir o governador justamente por acreditar que o nosso estado vai se desenvolver ainda mais com a sua administração”, observou.

Guilherme Madruga, prefeito de Cuitegi, afirmou que a iniciativa de anúncio coletivo acontece diante da realidade do PSB atualmente. “Nos filiamos por acreditar que teríamos voz é que a legenda estaria pronta para fazer a Paraíba crescer, mas infelizmente não vimos isso. Dessa forma, vamos buscar um novo caminho”, garantiu.

Por fim, os prefeitos lembraram que um partido político é também instrumento de transformação e a sua construção deve ser feita de forma coletiva. “Seguimos com o projeto que lutamos para virar realidade e que vem promovendo mudanças importantes no nosso estado. Aqui, somos todos Paraíba!”, concluíram.




 



De Olho no Cariri

Click PB


Imagem: Reprodução