Agora Na Rádio
103 By Night

CRM-PB mostra preocupação com Hospital de Serra Branca e diz que sua estrutura é muito precária


Última atualização em 16/04/2020 16:19, por Rebeca Andrade

Na última terça-feira (14), uma equipe do Conselho Regional de Medicina (CRM-PB) esteve nas cidades de Monteiro, Sumé e Serra Branca para verificar in loco a situação dos três principais hospitais da região do Cariri.

O resultado, segundo o vice-presidente do CRM-PB, Antônio Henriques, foi o de realidades bem distintas em cada unidade de saúde. Segundo ele, a rede de saúde implantada pela Prefeitura Municipal Monteiro e pelo Governo do Estado para combater a pandemia do Novo Coronavírus é bastante eficiente e a estrutura do hospital é muito boa, além da UPA 24 horas que dispõe o município.

– O Conselho Regional de Medicina tem visitado praticamente todo o Estado e Monteiro foi uma grata surpresa. O município conversa bem com o estado, as coisas estão bem encaminhadas por lá eles tem equipamentos de ventilação mecânica, tem fluxos bem estabelecidos, uma UPA muito organizada e o hospital bem equipado para atender a população – afirmou o Antônio Henriques.

Ainda segundo ele, em Serra Branca a rede de saúde encontrada é extremamente preocupante.

– Em Sumé nos deparamos com uma estrutura de saúde muito grande, infelizmente subutilizada, mas a cidade também está pronta para dar suporte a população, está fazendo uma ampla reforma. Serra Branca tem uma situação difícil, um hospital extremamente sucateado, tem até um fluxo organizado, mas o hospital oferece uma estrutura bastante precária e nos deixou severamente preocupados – finalizou.

Cidades como Cajazeiras, Sousa e Patos, no Sertão paraibano, também já foram alvos de fiscalizações do CRM-PB desde o registro dos primeiros casos de Covid-19 no Estado.

De Olho no Cariri
Com informações de Iago Bruno