Agora Na Rádio
103 By Night

Paraíba destinou mais de R$ 84 milhões para combater e prevenir coronavírus, diz governo


Última atualização em 24/04/2020 14:06, por Jr Queiroz

Mais de R$ 84 milhões já foram destinados pelo Governo da Paraíba para implementar medidas de combate e de prevenção ao novo coronavírus (Sars-Cov-2) desde o início da pandemia no estado. Conforme dados disponibilizados no portal da transparência do governo estadual do coronavírus, a maior parte, R$ 80 milhões, foi empenhada para uso da Secretaria de Estado da Saúde (SES).

De acordo com o balanço da SES, no período de crise por conta da Covid-19, foram comprados 13 tipos de equipamentos hospitalares destinados para todas as unidades de saúde que são referência no tratamento da doença causada pelo coronavírus.

Foram comprados pelo governo da Paraíba
84 monitores hospitalares;
336 camas tipo fawler elétrica;
84 carros curativos;
14 carros de emergência;
84 carros de maca avançados;
252 escadas com dois degraus;
336 aparelhos de aferir pressão;
336 estetoscópios adultos;
84 laringoscópios adultos;
84 oxímetros de pulso;
84 reanimadores pulmonares manuais adultos;
252 suportes de soro;
84 ventiladores pulmonares.
Ainda de acordo com a planilha de gastos do Governo da Paraíba, dos R$ 84 milhões empenhados, ou seja reservados para adquirir produtos ou custear políticas públicas por conta do coronavírus, apenas R$ 2,5 milhões foram pagos de fato.

Outras compras foram empenhadas e canceladas após análise técnica, a exemplo dos respiradores. O prazo inicial de entrega, informado pelo fornecedor, era longo, o que impossibilitaria a espera por parte da Secretaria de Estado da Saúde (SES), que tinha urgência, diante do atual cenário imposto pela pandemia.


O governo do estado informou que dos aparelhos que são usados nos hospitais para tratamento da Covid-19, foram enviados pelo governo federal, por meio do Ministério da Saúde, 52 monitores e 27 desfibriladores cardíacos em 17 de janeiro de 2020, antes no início da crise, que chegou ao estado no início de março.

A SES informou que 10 ventiladores foram doados pelo Ministério Público da Paraíba e todos foram encaminhados para hospitais de referência de tratamento de infectados pelo coronavírus, sendo cinco para o Clementino Fraga, em João Pessoa; três para o Hospital Pedro I, em Campina Grande e dois para o Hospital Regional de Patos.

O Hospital Solidário, como foi batizado o hospital de campanha instalado no estacionamento do Hospital Metropolitano de Santa Rita, começou a funcionar no dia 20 de abril, mas até a quinta-feira (23) não tinha recebido ainda nenhum paciente. “Estamos com uma retaguarda, um número de segurança no número de leitos e enfermarias, isso nos dá garantia de que poderemos atender os paraibanos”, comentou o secretário de Saúde da Paraíba, Geraldo Medeiros.

São 120 leitos para casos moderados disponíveis somente no hospital de campanha montado na Região Metropolitana de João Pessoa. Sobre os equipamentos usados para instalar o Hospital Solidário, Geraldo Medeiros chamou de fake news a informação de que o governo federal havia enviado monitores para a unidade.

“A compra foi executada pelo governo do estado, 84 monitores para suprir as unidades de saúde, é uma retificação importante. Além disso o estado está tentando viabilizar outros respiradores, outra compra de respiradores, para que nós tenhamos um quantitativo com uma margem de segurança. Temos 540 respiradores funcionado e outros 30 respiradores em manutenção, um total de 570 respiradores”, comentou.

com G1
Foto: SecomPB