Agora Na Rádio
Vale Tudo

Morre em Campina, vítima do novo coronavírus, o prefeito de Ingá, Manoel da Lenha


Última atualização em 16/07/2020 09:31, por Klebson Wanderley

O prefeito da cidade de Ingá, Manoel Batista Filho, 62 anos, conhecido como Manoel da Lenha, faleceu nesta quinta-feira vítima do novo coronavírus.

Ele estava internado na Clínica Santa Clara, em Campina Grande.

Manoel da Lenha foi internado logo após apresentar os sintomas da doença, em junho. No início de julho, a Prefeitura Municipal de Ingá divulgou uma nota, nas redes sociais da Prefeitura, informando que ele havia testado positivo para o novo coronavírus e, por orientação médica, por conta da idade e apresentar comorbidades, foi internado.

O quadro se agravou e o longo período de afastamento gerou um impasse político no município. Manoel da Lenha não tirou licença do cargo para tratar da saúde, impedindo a posse do vice-prefeito, Robério Burity, no cargo durante sua ausência. Os dois haviam rompido politicamente. Alguns moradores se queixavam da falta de comando na Prefeitura.

Manoel da Lenha foi eleito em 2012 e reeleito em 2016 pelo PSD com 54,95% dos votos válidos em uma coligação formada pelo PRB, PP, PRP, PR, PSB, PSDC, DEM, PHS, REDE, PSC e PT do B.

Pesar

A Federação das Associações de Municípios da Paraíba (Famup) lamentou, a morte do prefeito Manoel Batista Chaves Filho.

“Lamentamos a morte desse grande gestor que esteve sempre conosco nas lutas municipalistas e que trabalhou pelo bem do seu povo. Deixamos aos familiares, amigos e a toda população de Ingá os nossos mais profundos votos de pesar. É muito triste termos que nos despedir dessa forma tão brusca por conta desse inimigo invisível. Que fique aqui o registro que já faço há muito tempo, de que daqui para o dia da eleição essas perdas devem se repetir. Por isso, é um absurdo fazer uma campanha eleitoral em meio a uma pandemia que está matando milhares de pessoas”, destacou em nota George Coelho, presidente da Famup.