Agora Na Rádio
Bom dia Irmãos

Morre em Taperoá o pesquisador e arqueólogo Balduíno Lélis; sepultamento será nesta terça-feira


Última atualização em 22/12/2020 09:33, por Rebeca Andrade

A professora e escritora Ângela Bezerra, presidente da Academia Paraibana de Letras, confirmou o falecimento, em Taperóa, do arqueólogo e estudioso linguístico Balduíno Lélis, aos 88 anos. O sepultamento está programado para esta terça-feira (22).

– Profundamente triste, Balduíno Lélis partiu para o lado do pai , disse ela para acrescentar:

– Deixou para todos o privilégio de ter conhecido a pessoa magnífica e fez valer a pena a existência humana na terra, o sepultamento será amanhã às 16h em Taperoá – frisou.

Balduíno Lélis nasceu em Taperoá. Autodidata, dedicou sua vida à arqueologia e pesquisa, com destaque aos sítios arqueológicos da Itacoatiara do Ingá.

Lecionou na Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e do Ceará (UFC). Foi convidado a ministrar palestras na Universidade de Tóquio no Japão.

Também foi ator, com atuação no longa  “Menino de Engenho”, de Glauber Rocha, dentre outros, e escritor.

Foi fundador de diversos órgãos como a Associação Brasileira de Geógrafos ( 1962) , União Brasileira de Escritores –Seção da Paraíba (1963) Centro Brasileiro de Arqueologia (1964) o Instituto Histórico e Geográfico do Cariri (IHGC).

De Olho no Cariri

Wscom