Agora Na Rádio
Terço em Família

Serra Branca adota medidas restritivas para conter avanço da Covid-19, mas não adota “toque de recolher”


Última atualização em 11/03/2021 13:32, por Klebson Wanderley

A exemplo do que propôs o Governo do Estado, o prefeito de Serra Branca, Souzinha, decretou medidas restritivas nos próximos 15 dias para conter a nova onda da Covid-19 no município. Souzinha preferiu não adotar o toque de recolher, manteve as celebrações religiosas presenciais e regulamentou o funcionamento de comércios, bares e restaurantes.

Segundo o decreto, fica estabelecido que os bares, restaurantes, lanchonetes, lojas de conveniência e estabelecimentos similares ficam proibidos de funcionar com atendimento nas suas dependências das 16:00 horas até 06:00 horas do dia seguinte.

No período compreendido entre 11 de março de 2021 a 26 de março de 2021 os estabelecimentos citados poderão funcionar durante a semana, entre 16:00 horas e 21:30 horas, exclusivamente através de delivery ou para retirada pelos próprios clientes. Nos finais de semana, o funcionamento deve ser exclusivamente por delivery.

O funcionamento do comércio deve acontecer das 09 às 17hrs, com exceção de academias e escolinhas esportivas, cujo horário se estende às 21hrs. A feira não foi afetada pelo decreto.

As igrejas podem continuar com atividades presenciais, desde que não exceda o horário das 21hrs e não promova aglomerações.

O descumprimento do Decreto Municipal, que está em consonância com o Decreto Estadual, pode resultar em multa de até 50 mil reais e interdição por 7 dias.

O Prefeito Souzinha disse que as medidas são necessárias para poder frear o avanço do vírus em todo estado da Paraíba, mas adotou algumas mudanças que favorecem a população de Serra Branca em práticas não nocivas a saúde.