Agora Na Rádio
Forró ao Pé da Serra

Saúde alerta para casos subnotificados de arboviroses na Paraíba e de infecção simultânea por dengue e Covid-19


Última atualização em 19/03/2021 09:27, por Yan César

Apesar do cenário de pandemia de coronavírus, a população deve ficar atenta às demais doenças como as transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti. A Secretaria de Estado da Saúde (SES-PB) tem percebido redução nos casos das doenças e está alertando aos municípios para as subnotificações por dengue, Zika ou Chikungunya. Além disso, reforça para a questão da identificação dos casos e até mesmo de infecção simultânea por dengue e Covid-19.

A responsável técnica pelo Setor de Arboviroses da SES-PB, Carla Jaciara, informou que a secretaria de Saúde, através do Núcleo de Doenças Agravos e Transmissíveis,  assessora, dar assistência aos municípios e gerências para que executem e reelaborem os planos de contingência. “Como também alertando os profissionais para que eles identifiquem os casos suspeitos e arboviroses seja dengue, Zika ou Chikungnuya. O mesmo também para uma infecção simultânea para dengue e Covid”, frisou.

Por conta de possíveis infecções simultânea de dengue e Covid-19, tendo em vista sintomas semelhantes como febre e dor de cabeça, foi lançada uma Nota Informativa sobre esse assunto. “A população, de uma forma geral, acaba não procurando o serviço de saúde com medo de contrair Covid ou às vezes está com sintomas sugestivos pela sintomatologia clínica ser muito similar de dengue e Covid e acaba a Covid mascarando a questão dos sinais clínicos de dengue”, afirmou.

A orientação é que a população mantenha os cuidados nas residências, princplamente nesse período de chuvas fortes e rápidas como tem se registrado nos últimos dias na Paraíba. Deixar as calhas limpas, assim como as caixas d’água e evitar objetos que retenham água descobertos. Esse período é considerado sazonal para essas doenças. Um novo boletim com a quantidade de casos de arboviroses deve ser divulgado nos próximos dias, mas Carla Jaciara informou que diferente dos boletins anteriores, haverá mais casos de Chikungunya do que de dengue.

Click PB