Agora Na Rádio
103 By Night

Criança de 2 anos chega morta em hospital e padrasto é suspeito de agressões em Campina Grande; mãe é levada para delegacia sob efeitos de drogas


Última atualização em 01/07/2021 11:28, por Yan César

Uma criança de 2 anos já chegou morta no Hospital de Emergência e Trauma Dom Luiz Gonzaga, no município de Campina Grande, no Agreste paraibano, na manhã desta quarta-feira (30). Por conta dos hematomas, o caso chamou a atenção da equipe médica do local que acionou a polícia. O suspeito teria batido e jogado a criança na cama com força. O caso aconteceu no bairro do Pedregal.

 

A principal suspeita é que o padrasto da criança tenha cometido as agressões, mas ainda não foi encontrado pelas polícias. A mãe do menino foi encaminhada para a Central de Polícia Civil da cidade, mas de acordo com o delegado de Homicídios, Francisco de Assis, a mulher está sob efeitos de uso de drogas e é necessário aguardar para obter o depoimento dela.

 

“Estamos com a mãe da criança. Ela está visivelmente drogada. Ela não está em condições de dar qualquer informação. Estamos aguardando que ela volte ao seu estado de lucidez. Quanto à criança, segundo informações da equipe médica que atendeu, ela foi vítima de agressões”, disse o delegado, em entrevista a TV Cabo Branco, acrescentando que a mãe culpa o padrasto pelas agressões.