Fim da polêmica! Contrato de Alexandre Pires e Gusttavo Lima é divulgado e mostra quem é o culpado


Última atualização em 09/01/2019 às 08h56, por Trajano Neto

Alexandre Pires e Gusttavo Lima protagonizaram um barraco nas redes sociais no último sábado, 05 de dezembro. Tudo por conta de uma mudança na ordem dos shows. Segundo Alexandre, o marido de Andressa Suíta bateu o pé e afirmou que não subiria no palco se o seu show não fosse o primeiro.

Por meio da internet,  o sambista fez um desabafo e detonou a postura do sertanejo. “A equipe disse que não era para montarmos o palco porque o show dele seria o primeiro. Se não fosse assim, o cantor iria entrar no avião e iria embora. Ou então que a casa escolhesse um dos dois shows. Depois, iniciou-se uma discussão”, começou ele. Alexandre Pires continuou com o desabafo: “Quero registrar minha surpresa com Gusttavo Lima e sua equipe por essa postura. Em meus 30 anos de carreira, nunca passei por uma situação tão desagradável, com tanto desrespeito”.

O fato é que, depois de tanta polêmica, o jornalista Leo Dias conseguiu ter acesso aos contratos do evento. E, de acordo com os papéis, Gusttavo, responsável também pelas despesas do evento, teria que pagar parte do cachê de Alexandre, já que consta na cláusula décima quarta do contrato assinado por Gusttavo com a casa.

Em nota, a assessoria de Alexandre Pires explica: “O único contrato que o Alexandre Pires sabia, e que tinha ciência e assinatura do empresário Aldo, é o com a casa de shows. Ele, em nenhum momento, soube detalhes do contrato de Gustavo com a casa. É natural que o escritório trabalhe com um contrato só”.

Já a assessoria de Gusttavo Lima reafirma em nota: “Desde o segundo semestre de 2018, o projeto Buteco, idealizado pelo cantor Gusttavo Lima, tem recebido artistas em diversas edições por todo o Brasil. No contrato referente ao show do último dia 05/01, na Arena Petry (São José, SC), está descrito que Gusttavo fez bilheteria com a casa (ou seja, 50% do valor dos ingressos era dele – 50% casa/contratante). Já Alexandre, foi contratado por cachê por uma das empresas que estava parceira neste evento. Tendo em vista esse cenário, o cantor Gusttavo Lima pagou, ainda que de forma (in)direta os 50% do cachê de Alexandre Pires, já que o valor foi descontado do ‘borderô’ dele (Gusttavo) – conforme específica o contrato entre Gusttavo Lima x contratantes. A questão é que ambos os contratos (tanto do Gusttavo Lima quanto do Alexandre Pires) foram feitos pela empresa intermediária. No de Gusttavo está descrito que 50% do cachê e despesas do Alexandre seriam responsabilidade do Gusttavo Lima”.

Fonte: TV Foco