A PHP Error was encountered

Severity: Warning

Message: Invalid argument supplied for foreach()

Filename: includes/header.php

Line Number: 44

Backtrace:

File: /home/serrabra/public_html/novo/application/views/includes/header.php
Line: 44
Function: _error_handler

File: /home/serrabra/public_html/novo/application/views/detalhes_blog_view.php
Line: 1
Function: include_once

File: /home/serrabra/public_html/novo/application/controllers/Index_controller.php
Line: 109
Function: view

File: /home/serrabra/public_html/novo/index.php
Line: 315
Function: require_once

Nego do Borel será intimado pela Justiça em show


Última atualização em 05/09/2019 14:36, por Msn

O cantor Nego do Borel acabou se envolvendo em uma briga judicial e agora será intimado, durante um show, para comparecer em uma audiência na Justiça do trabalho do Rio de Janeiro. Isso porque, segundo informações da colunista Fábia Oliveira, do jornal 'O Dia', os oficiais tentaram entregar o documento ao funkeiro em seu endereço em um condomínio no Recreio dos Bandeirantes, mas não tiveram sucesso.

"Como o endereço da NB Produções (empresa de Nego que está sendo processada) é no Morro do Borel, quando precisamos citar a empresa no processo através da intimação, a gente não consegue. O oficial de Justiça não entra na comunidade por conta do tráfico e da violência. Como a gente não consegue citar dessa forma, achamos a solução de citar a empresa na pessoa do sócio (Nego do Borel). Descobrimos o endereço dele no Recreio, mas quando o oficial de Justiça bateu lá na portaria, disseram que não tinha nenhum morador com esse nome lá. Ou seja, ele (Nego) orientou os funcionários para não ser intimado. Mas agora fomos pesquisar e achamos uma data de um próximo show dele aqui no Rio, e o oficial vai intimá-lo por lá", informou o advogado Marcelo Camello, que defende o ex-bailarino de Nego, Bruno Serafim, que está processando o artista.

A BRIGA NA JUSTIÇA

Bruno Serafim pede na Justiça seus direitos trabalhistas após três anos de prestação de serviços ao artista. O dançarino acabou sendo demitido e agora tenta cobrar seus direitos garantidos pela lei e que nunca foram cumpridos. A primeira audiência deste processo está prevista para o dia 3 de outubro. Mas, para isso, o cantor precisa ser citado através da intimação.