Agora Na Rádio
Jornal do Meio Dia

Juíza decreta prisão preventiva de suspeito de matar a namorada e queimar o corpo no Cariri


Última atualização em 07/05/2019 09:15, por Rebeca Andrade

A juíza Rosimeire Ventura Leite, da comarca Soledade, no Cariri paraibano determinou a prisão preventiva de Alisson Bruno, de 21 anos de idade. Ele é suspeito de matar a namorada Ana Katarina, 17 anos, enterrar o corpo dela e depois desenterrar para queimar o cadáver. Alisson está preso desde o mês de abril após investigação da Polícia Civil, que elucidou o caso.

A prisão de Alisson ocorreu quando a Justiça determinou a prisão temporária dele. O prazo terminava no fim de semana. Após a conclusão do inquérito da Polícia Civil, o delegado que investigou o caso, Durval Barros, representou pela prisão preventiva.

Segundo a investigação, Alisson matou Ana Katarina no dia 3 de junho de 2018, quando ela havia desaparecido. Depois de matar a namorada, o acusado enterrou o corpo dela na zona rural de Soledade.

A investigação também aponta que dias depois o acusado desenterrou o corpo da namorada e queimou. A ossada da vítima foi jogada nas margens da BR-412, no município de Boa Vista, também no Cariri, e foi encontrada no dia 29 de junho de 2018.

De acordo com a Polícia Civil, além de planejar toda a morte da namorada, Alisson também tinha um plano de incriminar um jovem da cidade de Boa Vista. Ele também chegou a fazer um perfil falso em uma rede social se passando por Ana Katarina.

Alisson foi preso no dia 4 de abril deste ano. Ainda nesse mês de abril, a Polícia Civil encontrou ferramentas usadas no crime, a cova onde Ana foi enterrada e roupas da vítima.

Com G1 PB